Contadores da PwC responsabilizados por erro no Oscar não trabalharão na cerimônia novamente

LOS ANGELES (Reuters) – Os organizadores do Oscar disseram nesta quarta-feira que os dois contadores da PricewaterhouseCoopers (PwC) por trás da confusão em que “La La Land” foi nomeado o vencedor na categoria melhor filme em vez de “Moonlight” não trabalharão na cerimônia do Oscar novamente.
Um porta-voz da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas disse que os contadores da PwC Brian Cullinan e Martha Ruiz não contabilizarão mais os votos do Oscar nem entregarão os envelopes contendo os nomes dos vencedores da cerimônia de premiação mais prestigiosa de Hollywood.
A organização não anunciou nenhuma decisão sobre a continuidade de sua parceria com a PwC, que realiza o trabalho de contabilização do Oscar por 83 anos.
Um porta-voz da PwC disse nesta quarta-feira que Cullinan e Ruiz ainda trabalhavam como associados na empresa de contabilidade.
A PwC já havia assumido total responsabilidade pela gafe que chocou a multidão no Dolby Theatre, em Hollywood, e o público que acompanha pela televisão no mundo todo.
O erro não foi retificado até que os produtores e o elenco de “La La Land” estivessem no palco, fazendo seus discursos de agradecimento, quando a confusão foi descoberta e “Moonlight” anunciado como o verdadeiro vencedor.
A troca foi sem precedentes para a cerimônia, que costuma ser meticulosamente coreografada, e tirou os holofotes
dos vencedores.
A PwC disse que Cullinan entregou por engano aos apresentadores Warren Beatty e Faye Dunaway, que estavam anunciando o vencedor de melhor filme, o envelope reserva do prêmio de Melhor Atriz, em vez do envelope de Melhor Filme.
(Reportagem de Piya Sinha-Roy)
Fonte: Extra

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *